Aclarando a “Nota Aclaratoria” dos Arautos do Evangelho

por Alfonso

Copio abajo una “Nota de Eslarecimento” publicada por los Heraldos del Evangelio relacionada con los videos que “presumen la práctica de exorcismo”.

La nota se publicó en un sitio que no anuncia un vínculo oficial con los Heraldos llamado Católica Conect, y el enlace al texto en cuestión es este:

http://catolicaconect.com.br/wp-content/uploads/2017/05/NOTA-DE-ESCLARECIMENTO-final.pdf

Mis comentarios en itálicas, para facilitar la lectura. Y ya que estamos, para mis amigos brasileros, en dos idiomas.

* * *

Arautos do Evangelho
Associação Internacional de Direito Pontifício
Rua Dom Domingos de Silos, 238
Jardim São Bento CEP 02526-030
São Paulo – SP

Tel.: (55-11) 2256-9377

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A RESPEITO DE VÍDEOS VEICULADOS NA INTERNET
QUE PRESUMEM A PRÁTICA DE EXORCISMO

Primeiramente, os Arautos do Evangelho fazem notar que o assunto já foi devidamente esclarecido junto às autoridades eclesiásticas competentes e que estão em curso medidas judiciais contra os detratores.

Es bueno notar que pasó más de un año desde la fecha de los supuestos exorcismos y el “esclarecimento” realizado por los Heraldos. No es aventurado suponer que si estos videos no se hubiesen conocido, la institución presidida por Joao Scognamiglio no hubiese aclarado nada. Nunca.

Para mostrar la falsedad de este “esclarecimento”, facilitaremos a las autoridades eclesiásticias y al público, videos adicionales que mostrarán que estos “exorcismos” no son un acto aislado, una aberración momentánea, sino parte de una estrategia diseñada por el Fundador del la institución, para prestigiarse ante sus seguidores.

Vale a pena notar que se passou mais de um ano desde a data dos alegados exorcismos e o “esclarecimento” feito pelos Arautos. Não é razoável supor que se esses vídeos não tivessem sido publicados a instituição chefiada por Joao Scognamiglio tivesse se preocupado por esclarecer alguma coisa. Nunca.

Para mostrar a falsidade deste “esclarecimento”, facilitaremos às autoridades eclesiásticas e ao público, vídeos adicionais que mostrarão que estes “exorcismos” não são um ato isolado, uma aberração momentânea, mas parte de uma estratégia concebida pelo fundador da instituição para se auto promover para os seus seguidores.

1 – DAQUELES QUE ACUSAM:

Trata-se de pessoas que criaram blogs e outros meios de mídia social com o objetivo de denegrir a imagem e a boa fama da Associação de Direito Pontifício – Arautos do Evangelho –, de seus membros e de seu Fundador. Ademais, valeram-se do uso abusivo de documentos privados, violando a privacidade e o direito à intimidade das pessoas, tirando conclusões fora do contexto, e fazendo crer àqueles que tomam conhecimento dos mesmos, que se trata de ações delituosas.

La ley en mi país y donde reside el blog es clara en definir que es información privada y que no lo es, asi como en que circunstancias la difusión de información privada es legítima en el contexto de una denuncia o de un evento que merece ser conocido por el público. En ningún momento he publicado información verdaderamente privada de nadie en mi blog. Lo que los Heraldos quieren decir es que prefieren controlar que información dan ellos a conocer y cual no. Ese es otro tema, y es comprensible que prefieran el secreto antes de la transparencia en muchos de los temas que tratamos en el blog.

Es claro que las filmaciones de los videos fue realizada por personal de los Heraldos del Evangelio. No se trata de una cámara oculta. En alguna oportunidad se ven fotógrafos también. Si la institución fuese tan celosa de la privacidad de las personas (sobretodo de las jóvenes sufriendo la supuesta posesión diabólica), no hubiesen creado estos videos y organizado su distribución a múltiples miembros.

A lei no meu país e onde se encontra hospedado o blog é clara ao definir o que é informação privada e o que não é, bem como em quais circunstâncias a disseminação de informação privada é legítima no contexto de uma denúncia ou de um evento que merece ser conhecido pelo público. Em nenhum momento publiquei informações realmente privada de nenhuma pessoa no meu blog. O que os Arautos querem dizer é que preferem controlar qual informação eles dão a conhecer e qual não. Esse é outro tema, e é compreensível que prefiram o segredo mais do que a transparência em muitos dos temas que tratamos no blog.

É claro que as filmagens dos vídeos foram realizadas por pessoal dos Arautos do Evangelho. Não se trata de uma câmara escondida. Em algum momento é possível ver fotógrafos também. Se a instituição fosse tão cuidadosa com a privacidade das pessoas (especialmente das jovens mulheres sofrendo a suposta possessão demoníaca), não teriam criado estes vídeos e organizado a sua distribuição para vários membros.

É importante deixar registrado que tais pessoas foram membros da TFP (Tradição, Família e Propriedade) e que, portanto, nunca fizeram parte dos quadros dos Arautos do Evangelho. Percebe-se com muita facilidade que os mesmos alimentam uma inexplicável e persistente animosidade que se arrasta por longos anos, o que evidencia notório desejo de destruir a boa fama da Instituição e de seu Fundador.

Um dos principais promotores desta acirrada campanha difamatória é Alfonso Beccar Varela (filho), de nacionalidade argentina, e titular de um blog do qual ele se utiliza para a propagação de inverdades e maledicências. É sabido que um tio dele, de nome Cosme Beccar Varela, responsável pelo site “La botella al mar”, manteve uma forte polêmica com o então Arcebispo de Buenos Aires, Jorge Mario Bergoglio, hoje Papa Francisco. Na ocasião, o Arcebispo se viu obrigado a exigir por meio de um advogado a retratação de Beccar Varela, sob pena de dar início a uma ação penal (conforme documentos que possuímos em nossos arquivos). Outro ativo participante desta campanha difamatória chama-se Marcos Aurélio Lofrese Júnior (de alcunha Mark Lofrese), de São Paulo.

Efectivamente. Mi nombre es Alfonso Beccar Varela (h), y hace muchos años que tengo este blog. Al día de la fecha lleva publicados más de 167 artículos, la mayoría de mi autoría, otros de varios autores y hasta extractos de publicaciones de las instituciones tratadas en él. Decir livianamente que el blog propaga “inverdades y maledicências”, sin citar un sólo ejemplo, es fácil. Pero no prueba nada.

Traer a colación el nombre de mi tío Cosme Beccar Varela o de Mark Lofrese corre por cuenta de ellos. No soy responsable de sus actos ni de lo que publican o dejan de publicar. Que conste, también, que la referencia a mi tío Cosme no tiene nada que ver con supuestos ataques a los Heraldos. Él tiene una vida pública de muchas décadas, incluyendo la fundación y presidencia de la TFP Argentina. No me consta que nunca haya atacado públicamente a los Heraldos. No viene al caso, pero también es inexacta la referencia a la polémica entre mi tío y el entonces Cardenal Bergoglio. 

Efetivamente. Meu nome é Alfonso Beccar Varela (h), e há muitos anos eu tenho este blog. Até a data já publicamos mais de 167 artigos, a maioria de minha autoria, outros de vários autores e até mesmo trechos de publicações das instituições tratadas nele. Dizer levianamente que o blog propaga “inverdades e calúnias”, sem citar um único exemplo, é fácil. Mas não prova nada.

Trazer à tona o nome do meu tio Cosme Beccar Varela ou Mark Lofrese é uma opção deles. Não sou responsável por suas ações ou o pelo que eles publicam ou deixam de publicar. Que conste, também, que a referência ao meu tio Cosme não tem nada a ver com supostos ataques aos Arautos. Ele tem uma vida pública de muitas décadas, incluindo a fundação e presidência da TFP Argentina. Não me consta que tenha atacada sequer uma vez os Arautos. É irrelevante, mas também é imprecisa a referência à polêmica entre o meu tio e o então Cardeal Bergoglio.

Com a finalidade de não tornar extensa esta Nota de Esclarecimento, não foram anexados os inúmeros documentos extraídos das mídias sociais. Entretanto, eles se encontram à disposição em nossos arquivos. Esse material comprova a longa campanha difamatória, e atesta o caráter passional e o forte desequilíbrio de conduta ética e moral dos detratores.

Para una “aclaración” que no aclara nada, esta ya es suficientemente extensa. Repito la oferta realizada en numerosas oportunidades a los Heraldos del Evangelio: Indiquen que párrafo de que artículo de mi blog es inexacto, y de estar equivocado, haré una corrección.

Para um “esclarecimento” que não esclarece nada, isso já ficou suficientemente extenso. Repito a oferta feita em numerosas ocasiões para os Arautos do Evangelho: Indiquem algum parágrafo de algum artigo do meu blog que seja impreciso e, se eu estiver errado, farei uma correção.

2 – DO MODO COMO ACUSAM:

Utilizam-se de blogs e outros meios de mídia social, com caricaturas burlescas e infamantes, muitas delas de cunho erótico, o que revela tratar-se nitidamente de uma campanha injuriosa, levando qualquer pessoa de boa índole a duvidar do real desejo de construir, de fazer o bem ou mesmo de buscar a verdade.

Desconozco a que se refieren. Conteido erótico? No parecen referirse a mi blog. No se que sitios han estado visitando.

Realmente, não sei a que se referem. Conteúdo erótico? Não parecem referir-se ao meu blog. Não sei quais sites andaram visitando.

Além do mais, utilizam-se sistematicamente de forma ilegítima e delituosa da divulgação de imagens e vídeos, próprios a provocar consequências deletérias para a imagem de pessoas honradas e, até mesmo, de outras instituições da Igreja (conforme documentos que possuímos em nossos arquivos).

Una vez más confunden “privado” con “secreto”. Este tema ya fue tratado al inicio.

Mais uma vez confudem “privado” com “segredo”. Este tema já foi tratado no começo.

Em nenhum momento, como é a praxe eclesiástica, procuraram os envolvidos, o que demonstra a má fé com que atuaram. Observe-se também o fato de não terem recorrido às autoridades competentes, tomando o cuidado de guardar a devida reserva que assuntos deste porte exigem. Pelo contrário, deram início a uma desenfreada divulgação via internet.

Esto es mentira. He tenido conversaciones y acceso a varias personas dentro de los Heraldos del Evangelio, y he hecho mis denuncias y comentarios conocidos a ellos. Jamás he recibido una palabra que indique la menor intención de corregir los errores a futuro, o hacer autocrítica de lo mal actuado en el pasado. 

Esta é uma mentira. Eu tive conversas e acesso a várias pessoas dentro dos Arautos do Evangelho, e eu fiz minhas denúncias e comentários conhecidos por eles. Nunca recebi uma palavra indicando a menor intenção de corrigir os erros no futuro, ou fazer autocrítica de quão mal agiram no passado.

3 – DO QUE ACUSAM:

As acusações gravemente ultrajantes – reservadas à esfera judicial competente –, além do seu teor difamatório e calunioso, estão sendo propagadas mediante violação da intimidade e da vida privada, tanto do sacerdote como daquelas que foram objeto da ação deste.

Una vez más… ni un sólo ejemplo de que es “ultrajante”, “difamatorio” o “calumnioso”. Y una vez más, una interpretación peculiar de que está protegido por la privacidad y que no lo está. Una vez que este tema llegue a “la esfera judicial competente”, todo esto quedará claro.

Mais uma vez … nem um único exemplo de que é “ultrajante”, “difamatório” ou “calunioso”. E mais uma vez, uma interpretação peculiar de que está protegido pela privacidade, o que não está. Uma vez que este problema atingir “a esfera judicial competente,” tudo isso vai ficar claro.

Também acusam o Fundador da Associação Arautos do Evangelho de ter realizado exorcismo oficial ou público (canônico). Entretanto, o próprio vídeo divulgado prova o contrário, pois não há a utilização de nenhum Ritual estabelecido pela Igreja para esses supostos exorcismos.

Na realidade, os vídeos divulgados apresentam a realização de exorcismo extraordinário e privado, uma súplica de libertação, que todo fiel pode fazer e que não é objeto de nenhuma regulamentação canônica ou litúrgica. O próprio Ritual de Exorcismos aprovado pelo Papa São João Paulo II, no segundo apêndice, inclui diversas orações que podem ser utilizadas privadamente pelos fiéis enquanto assistem alguém fortemente atormentado ou tentado pelo poder do mal. Inúmeros manuais de Direito Canônico confirmam o acima exposto, como por exemplo, o Diccionario General de Derecho Canónico, da Universidade de Navarra (Cf. Vol. III, p. 856).

Yo no he acusado al Fundador de hacer exorcismos. En castellano, el uso de comillas (como en “Exorcismos Express”) puede denotar una duda sobre la legitimidad del uso de una palabra en ese contexto. Es obvio (y lo he escrito) que el show montado por el Monseñor no es un exorcismo como lo indica el Ritual Romano de los Exorcismo. Es comprensible, sin embargo que, coloquialmente, cuando la gente ve a un sacerdote maldiciendo en latín y gritando a un supuesto demonio, que los incautos crean que se trata de un exorcismo. Como el Obispo del lugar ya se ocupó de aclarar, los Heraldos no tienen permiso para hacer exorcismos. El show no-exorcístico que hemos visto es más una escena para prestigiar al Fundador y mostrar su supuesto poder sobre el maligno ante un grupo de adoradoras, que otra cosa.

Me pregunto también si el Ritual de Exorcismos “aprovado pelo Papa São João Paulo II” indica que los exorcismos deben ser hechos “a nombre do Monseñhor Joao”, o si invocar a la madre de Plinio para que “queme el demonio” es parte del ritual. Será que esto ocurre? Seguramente el Obispo no fue informado de estos detalles, pero están disponibles y tal vez los publiquemos, si hay interés.

Eu não acusei o fundador de fazer exorcismos. Em castelhano, o uso de aspas (como em “Exorcismos Express”) pode denotar uma dúvida sobre a legitimidade do uso de uma palavra nesse contexto. É óbvio (e escrevi isso) que o show montado pelo Monsenhor não é um exorcismo como é indicado pelo Ritual Romano dos Exorcismos. É compreensível, no entanto, que coloquialmente, quando as pessoas vêem um padre amaldiçoando em latim e gritando a um suposto demônio, que os incautos acreditem que isto se trate de um exorcismo. Como o Bispo do lugar já se encarregou de esclarecer, os Arautos não têm permissão para fazer exorcismos. O show não-exorcista que vimos é mais uma cena para engrandecer o Fundador e mostrar o seu suposto poder sobre o maligno perante um grupo de adoradoras do que outra coisa.

Gostaria também de saber se faz parte do ritual de exorcismo “Aprovado pelo Papa São João Paulo II” indica que os exorcismos devem ser feitos “em nome do Monsenhor João”, ou invocando a mãe de Plínio para que “queime o demônio”. Será que isto acontece? Certamente o Bispo não foi informado destes detalhes, mas estão disponíveis, e talvez sejam publicados, se houver interesse.

No caso concreto dos vídeos indevidamente divulgados, as pessoas – de livre e espontânea vontade – pediram para serem libertadas da ação diabólica, o que é um direito de todo fiel cristão e, ao mesmo tempo, um ato de caridade daquele que realiza tal ação; sobretudo, tratando-se de um sacerdote, que não teria razão para negar o pedido, salvo por causa grave.

Cuanta imaginación y cuanta mentira… No me queda claro… puede una persona posesa pedir algo de “libre y espontánea voluntad”?. Se exploró seriamente la posibilidad que la causa de los problemas entre algunas seguidoras de Joao no sea un tema de posesión diabólica pero algún problema psicológico o médico? No pareciera.

Quanta imaginação e quanta mentira… Não entendo… é possível uma possuída pedir algo de “livre e espontânea vontade?”. Estudou-se seriamente a possibilidade de que a causa dos problemas entre algumas seguidoras de João não seja um tema de possessão diabólica, mas algum problema psicológico ou médico? Não parece.

Os pequenos golpes que se veem são feitos com um papel, inteiramente inofensivo, como gesto simbólico de afugentar o maligno.

El que mira los videos observará que los golpes no sólo son hechos con un papel. Nadie dijo que estos golpes hirieron físicamente a una persona. Pero, en el contexto en que son realizados, son hirientes a la dignidad humana de las víctimas. Para no mencionar que, el demonio siendo espíritu, tampoco los siente. Una vez más todo parte del show diseñado para elevar la figura del líder.

Quem vê os vídeos observará que os golpes não são feitos apenas com um papel. Ninguém disse que estes golpes feriram fisicamente uma pessoa. Mas, no contexto em que são deferidos, ferem a dignidade humana das vítimas. Sem mencionar que o demônio, sendo espírito, também não os sente. Mais uma vez, tudo parte do show montado para elevar a figura do líder.

Quanto aos votos, cabe uma explicação pormenorizada.

Esses vídeos não revelam a verdade total dos fatos, donde sua utilização ser leviana e inconsequente. Com efeito, a jovem em questão já havia pedido previamente, e com a mais plena liberdade, para fazer os votos privados.

Em uma das manifestações anteriores ao vídeo, o maligno disse que somente sairia depois que ela fizesse os referidos votos, como pode confirmar a própria pessoa objeto da bênção, ademais de outras pessoas que lhe são próximas.

Insólito… un “maligno” que insiste que la jóven haga votos. El que quiera creer esto, que lo crea. 

Insólito… um “maligno” que insiste em que a jovem faça votos. Quem quiser acreditar, que acredite.

Por isso, alertado de tal fato, o sacerdote fez uso deste recurso, e sugeriu que ela fizesse os votos. Contudo, como se pode constatar, tem ele certa dificuldade de se expressar como gostaria, por ainda restarem algumas sequelas do acidente vascular cerebral (AVC) do qual foi acometido. Este é o motivo pelo qual não explicou de forma detalhada todos os acontecimentos precedentes, ademais da situação de angústia da pessoa que ele tinha diante de si.

Não houve nenhum tipo de constrangimento por parte das pessoas envolvidas, conforme pode ser confirmado pelos seus próprios testemunhos, bem como de outras pessoas que estiveram presentes, inclusive da mãe de uma delas que se encontrava no local. Tudo isso nos leva, com muita facilidade e absoluta segurança, a desmentir quaisquer acusações.

De mi parte, yo también tengo testimonios de una de las madres de estas jóvenes, que opinan lo contrario. Ella opina que su hija fue dañada psicológicamente antes, durante y después del supuesto exorcismo. Pasaré el nombre a la autoridad eclesiástica que lo requiera.

Da minha parte, eu também tenho testemunhos de uma das mães destas jovens, que pensa diferente. Ela acredita que a sua filha foi abusada psicologicamente antes, durante e depois do suposto exorcismo. Passarei o nome à autoridade eclesiástica que o solicitar.

Finalmente, reiteramos que estão sendo tomadas as devidas medidas judiciais pertinentes.

Conozco a la madre de una de las jóvenes supuestamente “posesas”, y otra madre de una joven que murió en circunstancias aparentemente no muy claras, que también están tomando las medidas judiciales pertinentes.

Sin embargo, de mi parte, no creo que este sea un tema para la justicia civil. Este es un tema que requiere con urgencia la intervención inequívoca de la jerarquía eclesiástica para defender a los files de una organización que esconde, bajo palabrerío y promesas de fidelidad, elementos sectarios ocultos (ellos los llaman “privados”) que no se condicen con las enseñanzas de la Iglesia.

Futuras revelaciones mostrarán que estos exorcismos no son un hecho aislado ni una aberración temporaria, pero parte de una verdadera “política” interna de prestigiar al Fundador mostrándolo con poderes extraordinarios sobre el demonio. 

Conheço a mãe de uma das jovens supostamente “possuídas”, e outra mãe de uma jovem que morreu em circunstâncias aparentemente não muito claras, que também estão tomando as medidas judiciais cabíveis.

No entanto, da minha parte, eu não acho que esta seja uma questão de justiça civil. Esta é uma questão que requer urgentemente a intervenção inequívoca da hierarquia eclesiástica para defender os fieis de uma organização que esconde, sob palavreados e promessas de fidelidade, elementos sectários ocultos (eles os chamam de “privados”), que não condizem com os ensinamentos da Igreja.

Revelações futuras mostrarão que estes exorcismos não são um incidente isolado ou uma aberração temporária, mas parte de uma verdadeira “política” interna de prestigiar o Fundador mostrando-o com poderes extraordinários sobre o diabo.

São Paulo, 18 de maio de 2017.

A Direção

This article has 1 comments

  1. b Reply

    Deus o abençoe ! Seu trabalho é muito importante para fazer resplandecer o brilho da verdade !

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *